segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Conversa entre um casal de gerontos

 Um casal de velhotes estava sentado à mesa e uma tasca.
 O marido um enófilo de sempre, depois de beber três copos

 de vinho, disse:
 - Amo-te tanto que não sei se conseguia viver sem ti...
 A mulher pergunta: 

- Isso que estás a dizer, já não  és tu a falar, é o vinho?
 - Sou eu mesmo, mas estou a falar para o vinho. Não +e
 para ti.

Investigação da ASAE

 Um agente da ASAE vai a uma propriedade e diz ao dono,  que é 
um velho agricultor:
 - Preciso inspecionar a sua propriedade. Há uma denúncia de
 plantação ilegal num dos seus terrenos.
 O agricultor diz:
 -"Ok, inspecione o que o senhor quiser, mas não vá àquele campo ali.
 E aponta para uma determinada área do terreno.
 O agente da ASAE diz indignado:
 - O senhor sabe que tenho o poder da autoridade comigo?" E tira do

 bolso um crachá mostrando ao agricultor:
 - "Este crachá dá-me a autoridade de ir onde quero.... e entrar em
 qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder a nenhuma 

pergunta.
 Está claro? Fiz-me entender?"
O agricultor, muito educado, pede desculpa e volta para o que estava
 a fazer.
 Poucos minutos depois, ouve uma gritaria e vê o agente de autoridade
 a correr para salvar e sua própria vida perseguido pelo cobridor, o maior
 touro da quinta.
 A cada passo o touro vai chegando mais perto do agente, que parece
 que será apanhado antes de conseguir alcançar um lugar seguro. 

O agente está apavorado.
 O agricultor larga as ferramentas, corre para a cerca e grita com
 todas as forças de seus pulmões:
 - "O Crachá, mostre-lhe o CRACHÁ!"

O pai auxilia nos trabalhos da escola

- Pai, preciso fazer um trabalho para a escola!
 Posso fazer-te uma pergunta?
 - Claro, meu filho, qual é a pergunta?
 - O que é a política, pai?
 - Bem, política envolve: Povo; Governo; Poder económico; 
Classe trabalhadora; futuro do país...
 - Não entendi nada. Podes-me  explicares melhor?
 - Bem, vou usar a nossa casa como exemplo:
 
Sou eu quem traz dinheiro para casa: então eu sou o poder
económico.
 A tua mãe administra, gasta o dinheiro, ela é o governo.
 Como nós cuidamos das tuas necessidades, tu e teu irmãozinho
sóis  o povo e o futuro do país a Zéca que é nossa criada,
representa classe trabalhadora.Entendeste, filho?
 - Mais ou menos, pai. Vou pensar.
 Naquela noite, acordado pelo choro do irmãozinho, o menino,
 foi ver o que  havia de errado. Descobriu que o irmãozinho
 tinha sujado a fralda e estava todo emporcalhado. Foi ao
 quarto dos pais e viu que a mãe estava num sono muito
 profundo. Foi ao quarto da criada e viu, através da fechadura,
 o pai na cama com a criada. Como os dois nem ouviram o
 menino a bater à porta, ele voltou para o quarto e adormeceu.
 Na manhã seguinte, à hora do café, o miúdo falou com o pai:
 - Pai, agora acho que entendi o que é a política.
 - Óptimo filho! Então explica-me com palavras tuas.
 - Bom, pai, acho que é assim: Enquanto o poder económico
 fornica a classe trabalhadora, o governo dorme profundamente...
 O povo é totalmente ignorado e o futuro do país fica na sanita!


quarta-feira, 13 de julho de 2016

O divórcio do misógeno

A mulher resolveu separar-se do marido.
 O juiz perguntou qual seria a principal razão para essa 

separação..
 - Compatibilidade de gênios.
 O juiz estranhou:
 - A senhora deve estar querendo dizer 'incompatibilidade de
 gênios'...
 - Não, não. É compatibilidade mesmo!
 - Eu gosto de passear, meu marido também gosta.
 - Eu gosto de ir ao cinema, ele também gosta.
 - Eu gosto de piza aos sábados, ele também gosta.
 - Eu torço pelo Sporting, ele também torce.
 - Eu gosto de homens, e o filh* da p*ta também gosta..! Aliás,
 ADORA, pelo que a há pouco tempo me apercebi!


Um alentejano no exame de condução

 - Então compadre, já conseguiu a carta de condução?
Responde o outro:
 - Não. Chumbei no exame de condução...
 Pergunta o primeiro:
 - Como é que foi isso?
 - Ora, cheguei a uma rotunda onde estava um sinal a dizer 30!
 - E então?
 - Dei 30 voltas à rotunda.
 - E depois?
 - o Engenheiro chumbou-me.
 - Emtão porquê?

- Talvez tivesse contado mal as votas que dei na rotunda!


Um alentejano a viver em Roma

O alentejano Garcia, abre uma filial da sua loja 
de pregos em Roma.

Como a propaganda é a alma do negócio, fez um
 outdoor com a figura de Cristo pregado à cruz e em 
baixo estava escrito:
"Pregos Garcia? 2.000 anos de Garantia".
Foi um rebuliço...
O Bispo de Roma foi pessoalmente conversar com
 o alentejano e explicar-lhe que não podia fazer aquilo,
 que era pecado mortal...
Então o alentejano resolveu fazer um novo outdoor:
Colocou Cristo com uma das mãos pregadas na cruz 
e a outra solta, acenando.
Em baixo estava escrito:
"Adivinhe em qual mão foi usado o Prego Garcia?"
Meu Deus do Céu!
Até o Santo Papa saiu do Vaticano e foi conversar 
com o alentejano:
- Que heresia, meu filho! Não se pode usar Jesus 
Cristo como meio de propaganda... Invente outro
 tema e retire este outdoor já!
- Então vou fazer um novo outdoor.
Pregos Garcia  protegem a vigariaria tanto de noite
 como de dia.


domingo, 8 de maio de 2016

Soneto sobre as drogas

Se pensas que é a droga te alivia
Vives a tua vida num puro engano
Tornas-te um reles farrapo humano
E perdes toda a tua boa autonomia.


Não queiras ser um homem vivo morto
Se despresares a tua saúde e consciência
Diz um não forte a toda a dependência.
Deixa-te todas as drogas e faz desporto


Não são estes farmcos que te vão curar
Alcool, liamba haxixe, coicaina só te ilude
Matérias fatais para tua morte se antecipar


As drogas fazem perder o tino a alegria
E tudo que tens de bom mesmo tua saúde
Liberta-te para distinguires a noite do dia

It was made by Rafael